A graviola era comumente utilizada pelos povos antigos e indígenas, em especial para fins medicinais. A utilização da mesma vai muito além do fruto, que possui altos índices nutricionais. Ela é comumente utilizada desde suas folhas para chás, até suas sementes e raízes.

No artigo de hoje, aborda-mos os benefícios que oferece, seus efeitos colaterais, onde você pode encontrar mais facilmente, para que serve e desvendar o mito se realmente a graviola emagrece ou não. Acompanhe.

Graviola cura câncer

Estudos publicados pelo Instituto Nacional do Câncer, dos Estados Unidos, comprovam as propriedades da graviola, dando ênfase à acetogenina, que impede a multiplicação de tumores malignos,

Chá folhas de graviola

Se você está em busca de algo poderoso para sua dieta, certamente o chá de graviola será o aditivo perfeito, para conseguir turbinar o seu emagrecimento.

Folha de graviola

A poupa é rica em vitaminas e sais minerais, a folha de graviola é uma ótima aliada da saúde, e de eficácia comprobada no combate das células cancerígenas

Receitas com graviola

Ela une sabores agridoces, com toques cítricos e é o que torna seu aroma único. É altamente consumida em todo o país, receitas com graviola são muito comuns

O que é a fruta graviola?

Você sabe o que é graviola? Ela uma fruta extremamente rica em água, auxiliando significativamente na hidratação. Isso a transforma automaticamente em um diurético natural, e ganha destaque por possuir baixo teor de sódio em sua composição.

Ela possui muito pouca gordura e proteína, tornando-a a fruta ideal para pessoas que estejam de dieta, mas é uma afirmação um tanto quanto perigosa de se fazer. Isso ocorre porque a graviola é uma fruta repleta de carboidratos, que aparecem no formato de açúcares, em especial a glucose e a frutose.

Além disso, a graviola uma excelente fonte de vitamina C, vitaminas do complexo B, cálcio, potássio e fósforo.

Benefícios da graviola

Mas, afinal, para que serve a graviola? Ela é muito comum no trato de doenças do sistema digestivo, como também é considerada um excelente anti-helmíntico – tratamento de vermes. É muito utilizada como um popular antisséptico e age com excelentes resultados sobre ferimentos na pele.

Muitos estudos comprovam sua eficácia no combate aos vermes, ação anti-inflamatória, antifúngica e antibacteriana. E é muito boa no trato ao combate de piolhos, por meio de um extrato que é feito de graviola, fruta do conde e arruda.

Efeitos colaterais da graviola

Ao consumir o extrato da graviola seco, no formato de cápsulas ou mesmo de suplemento vitamínico líquido, não há nenhum risco de efeito colateral, desde que seja utilizado de acordo com as instruções de cada um de seus fabricantes.

A graviola tem uma predisposição para reduzir a pressão arterial, então, pessoas que sofrem de pressão baixa, precisam consumir a fruta com certa cautela, porque ela é muito rica em água e tem pouco teor de sódio em sua composição.

Para os diabéticos, o cuidado deve ser maior. O ideal é ter um nutricionista, que deve acompanhar o consumo, se indicado, porque a fruta é extremamente rica em açúcares naturais – frutose e glucose – e pode levar ao aumento da glicemia.

O consumo em excesso do chá das folhas de graviola também pode levar à intoxicação. Alguns estudos sugerem que o consumo excessivo da graviola, pode elevar os riscos de desenvolver doenças neurodegenerativas, como por exemplo, o Mal de Parkinson.

Como consumir a graviola corretamente? Os mesmos estudos apontam que o consumo de uma graviola todos os dias, pelo período de um ano, pode desencadear severas lesões cerebrais, de acordo com pesquisas que foram realizadas em camundongos.

Gestantes, principalmente no início da gravidez, também devem se manter atentas ao consumo de graviola, pois a mesma pode ocasionar abortos.

A dica é você se informar com uma nutricionista de sua confiança, para saber qual a quantidade correta de graviola que pode ingerir diariamente. Até porque, cada pessoa possui uma sensibilidade em relação a diferentes alimentos, como também especificidades bioquímicas diferentes.

Você anda com dificuldade de descobrir onde comprar graviola? Pode ser que seja um pouco difícil de encontrá-la em determinadas regiões , porém, nas principais redes de supermercados de todo o país existem algumas temporadas que são mais fáceis de encontrar a fruta in natura. O preço da graviola também varia muito de uma cidade para outra, em especial, se a fruta está na época ou não.

A graviola é uma fruta que apresenta muitos benefícios para a saúde, mas também é necessário certo cuidado para o seu consumo. Como podemos perceber, o seu consumo excessivo pode ocasionar problemas posteriores e, em alguns casos, bem severos.

Fique atento e não consuma graviola em excesso e, dessa maneira, terá todos os benefícios que ela poderá lhe oferecer!

Certamente isso também lhe interessará:

 

Se você gostou, não esqueça de avaliar o artigo

Avaliação: 5/5 (1 votos)
Por favor, ajude-nos a compartilhar esta página em suas redes sociais para que possamos alcançar mais pessoas que precisam de nossa ajuda nesses temas. Você só precisa clicar em um dos botões abaixo. Obrigado!

Participa, deixe seu comentário